Limonov – Emmanuel Carrère #164 {TAG Experiências Literárias}

LIMONOV_1496859248345686SK1496859248BTítulo: Limonov

Autor: Emmanuel Carrère

Ano: 2017

Páginas: 377

Editora: Alfaguara – Tag Experiências Literárias

Sinopse: Fenômeno de vendas na França e vencedor de prêmios importantes, Limonov, conta na forma de um romance eletrizante, uma história real: a vida de uma figura polêmica cuja trajetória – de poeta russo a revolucionário, de celebridade a presidiário – acompanha a própria história da Europa no século XX. De forma inovadora, Emmanuel Carrère parte de fatos reais – a vida de Eduard Limonov, delinquente, escritor, mendigo, mordomo, político radical russo – para construir uma história de não ficção com as bases clássicas do romance, em que acompanhamos a vida e as peripécias de um personagem marcante, passando por uma série de quedas e apogeus.

Para colher informações realistas sobre o personagem, o escritor teve encontros diários durante duas semanas com Limonov. “Limonov não é um personagem de ficção. Ele existe. Eu o conheço. Ele foi delinquente na Ucrânia, ídolo do underground soviético; mendigo, depois mordomo de um bilionário em Manhattan; escritor da moda em Paris; soldado perdido nas guerras dos Bálcãs; e agora, no imenso caos do pós-comunismo na Rússia, velho chefe carismático de um partido de jovens desesperados. Ele mesmo se vê como herói, podemos considerá-lo um tratante: suspendo neste ponto meu julgamento. É uma vida perigosa, ambígua: um verdadeiro romance de aventuras. É também, creio eu, uma vida que conta alguma coisa. Não apenas sobre ele, Limonov, não apenas sobre a Rússia, mas sobre a história de nós todos desde o fim da Segunda Guerra Mundial”, revela o autor.

~

Esse livro é polêmico, hahaha, mas vamos lá.

Primeiramente quero falar da escrita do autor, Emmanuel é um escritor sensacional, ele tem uma escrita muito simples, fácil de ler, a leitura foi muito fluída.  Apesar de ser uma biografia, o autor narra em primeira pessoa, o que é completamente inusitado para mim.

O protagonista, desde o início se torna repugnante pra mim, pelas suas atitudes, pela sua maneira de ver a vida e as pessoas. Ele comete atrocidades desde o início do livro, porém, ao decorrer da história, passo a intender suas motivações e acabo vendo Ed com outros olhos, apesar de continuar não gostando dele.

O momento histórico do livro é a melhor parte, se passa na URSS em meados dos anos 40  até o início dos anos 2000. Aprendi muuuito sobre a Rússia e o Socialismo.

O final do livro foi minha parte preferida, a leitura fluiu super rápido.

Eu também gostei muito das divagações do autor, durava páginas, mas era sempre com alguma utilidade.

O livro é esteticamente lindo, capa dura, box, marcador e um dossiê lindo com fotos do Eduard (Savenko) Limonov.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s